CRIME

Polícia Federal investiga fraudes na contratação de transporte escolar de sete cidades

Operação Carona indica que desvios podem chegar a R$ 50 milhões. Nesta quinta, a PF cumpriu 15 mandados de busca e apreensão

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/09/2015 às 8:27
Leitura:
Imagem ilustrativa: divulgação/ Polícia Federal


Com reportagem de Gilmar Santos

A Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão nesta quinta-feira (17) em sete cidades do Estado. Ao todo, estão sendo cumpridos 15 mandados de busca e apreensão nas cidades de Recife (1), Caruaru (1), Serra Talhada(1), Carpina(2), Limoeiro(3), Glória do Goitá(5) e Passira(2). Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região em razão da prerrogativa de foro privilegiado dos Prefeitos investigados.Na ação estão sendo empregados 65 policiais federais e sete analistas da Controladoria Geral da União (GCU).

De acordo com a Polícia Federal, o objetivo da ação é reprimir fraudes na contratação de transporte escolar utilizando para isso verbas públicas, em especial do Programa Nacional de Apoio ao Transporte Escolar-PNATE do Ministério da Educação. As empresas investigadas são A.R RESENDIS e A.G SERVIÇOS que teriam recebido de forma fraudulenta nos últimos 4 anos, valores acima de R$ 50 milhões.

As investigações tiveram início em 2014 através de denúncias anônimas e, com o decorrer das diligências, chegou-se a descobrir que antes mesmo da licitação já se sabia qual a empresa seria vencedora. Além disso, haviam irregularidades nos pagamentos. De acordo com o repórter da Rádio Goitacaz, Gilmar Santos, a PF arrombou a empresa de transporte Resendis, de onde foram levados documentos e computadores:

Uma das testemunhas das investigações em Glória de Goitá, na Zona da Mata Norte, sofreu um atentado e foi inserida dentro programa de proteção à testemunhas. A Polícia Federal deve realizar uma coletiva de imprensa ainda nesta quinta para esclarecer detalhes da operação.

Mais Lidas