CRISE NA EDUCAÇÃO

Estudantes do Ginásio Pernambucano ficam sem aulas por falta de merenda

Secretaria de Educação afirma que o problema já foi resolvido. Alunos dizem que não é a primeira vez

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/09/2015 às 6:30
Leitura:


Sem receber pagamento, a empresa responsável pela entrega do almoço no Ginásio Pernambucano da Rua da Aurora interrompeu o serviço. A solução encontrada pela diretoria foi encurtar o horário das aulas e suspender o turno da tarde durante três dias. De acordo com alguns alunos, não é a primeira vez que as aulas são interrompidas por falta de merenda. Nesta sexta-feira, a reportagem da Rádio Jornal esteve na escola e encontraram os alunos contrariados.

A aluna do 3º ano do Ensino Médio, Alice Oliveira, acredita que a mudança nos horários e afetar a preparação para o ENEM. "A gente perdendo aula isso dificulta muito por que atrasa o assunto". Saiba mais na reportagem de Clarissa Siqueira:

Uma equipe do Sindicato dos Professores estiveram no colégio na manhã desta sexta-feira (18) para verificar a situação. A diretora do Sintepe, Séfora Freitas, afirmou que a situação foi normalizada no GP da Rua da Aurora, mas que outras escolas ditam de referência estão sofrenco com a falta de merenda e o encurtamento das aulas. Nesta mesma semana, duas escolas da rede estadual de Camaragibe ficaram sem aulas por falta de pagamento do aluguel do estabelecimento.

A Secretaria Estadual de Educação confirma a falta de pagamento, mas garante que a situação já foi normalizada, com a contratação de outra empresa. A Secretaria ainda afirma que hoje terá almoço e aula normal no horário da tarde.

Mais Lidas