INVESTIGAÇÕES

Polícia acredita que arquiteta desaparecida no Recife pode ter sido vítima de crime

Núria Babyane Alves da Silva está desaparecida há uma semana. Ela saiu do escritório em que trabalha e não voltou mais

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/09/2015 às 11:03
Leitura:
Imagem: reprodução/facebook


A Polícia Civil de Pernambuco está investigando o desaparecimento da arquiteta Núria Babyane Alves da Silva, de 30 anos, que foi vista pela última vez na última segunda-feira (14). Ela é natural do Mato Grosso e mora em Pernambuco há cinco anos.

De acordo com a delegada Gleide Ângelo, Núria mora há cerca de 200 metros do local de trabalho, um escritório de arquitetura no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Agentes do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) estiveram no local, de onde nada foi retirado.

A Reportagem da Rádio Jornal conversou com Gleide Ângelo sobre o desaparecimento de Núria, que saiu do trabalho por volta das 8h40 e não voltou. De acordo com a delegada, a possibilidade de fuga é a mais improvável, já que a arquiteta saiu de casa apenas com uma bolsa e não levou nem o cachorrinho de estimação. "O que mais nos intriga é que ela deixou todas as roupas, o notebook. Não levou nada. Uma rotina foi quebrada de uma forma inesperada e sete dias é muito tempo", completa.

Núria deixou para trás projetos incompletos, inclusive de condomínios e shoppings. Quatro pessoas já foram ouvidas e outras cinco foram convocadas por Gleide Ângelo. Quem souber alguma informação sobre o paradeiro de Núria pode entrar em contato com a Polícia pelo telefone 3421-9595 do Disque Denúncia.

Mais Lidas