ACIDENTE

Governador de Alagoas diz que helicóptero que caiu e matou 4 militares não tinha problemas

Aeronave da Polícia Militar Alagoana caiu nesta quarta-feira (23) matando todos os ocupantes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 23/09/2015 às 16:39
Leitura:
Foto: Cortesia


Um helicóptero da Polícia Militar caiu na cidade de Maceió, em Alagoas, e deixou quatro pessoas mortas, nesta quarta-feira (23). O acidente aconteceu no bairro de Santa Amélia, periferia de Maceió.

As vítimas foram identificadas. São eles: soldado Marcos de Moura, soldado Diogo Melo, o capitão Assunção e também o major Milton. Os militares participaram de uma operação na madrugada e estavam voltando para a base quando a operação já havia terminado.

Segundo os moradores da região, que é uma rua muito movimentada, com campo de futebol, um terreno com muitas casas próximas, em frente da casa onde o helicóptero caiu a vegetação foi completamente queimada. O acidente aconteceu a centímetros de uma casa.

A repórter Natália Lopes conversou com Graça Araújo, direto do local:

Os moradores comentam que um dos policiais se jogou da aeronave e acabou caindo em cima de um carro. Se confirmada a informação, isso indicaria que os ocupantes pressentiram que iriam cair.

O governador do Estado, Renan Filho, esteve no local e afirmou que a aeronave passava por manutenção frequentemente e que não estava tendo nenhum problema com essa aeronave, que foi testada antes de sair nesta madrugada para fazer a operação.

O secretário de Defesa Social, Alfredo Gaspar de Mendonça, sobrevoou na madrugada junto com os quatro companheiros. Ainda não há hipóteses para a causa do acidente e a perícia trabalha nas buscas pela caixa preta.

Mais Lidas