DEBATE

O Estado e o livre arbítrio no Debate desta quinta-feira

Geraldo Freire e convidados discutiram a presença do governo na vida das pessoas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/09/2015 às 22:02
Leitura:

“O Estado e o livre arbítrio”. Esse foi o tema do Debate do programa Super Manhã desta quinta-feira (24). O comunicador Geraldo Freire recebeu o advogado José Olímpio, o presidente da OAB-PE, Pedro Henrique Reynaldo, e o advogado de família João Bosco Albuquerque. Eles discutiram a presença do governo na vida das pessoas e os conflitos que essa presença pode causar.

Para José Olímpio, o povo brasileiro tem deixado de ser passivo diante das impropriedades cometidas pelo poder público. “De uns tempos para cá, eu acho que a sociedade começou a acordar. O governo faz, impõe, pratica as arbitrariedades, mas nós observamos que a sociedade está reagindo e o povo está começando a se organizar”, opinou.

Já Pedro Henrique se disse contrário à ideia do Estado como provedor de tudo. “Aqui a gente tem que esquecer essas discussões estéreis de direita e esquerda, liberalismo e intervencionismo. Está enraizado na nossa cultura que o Estado é provedor, tem que vir dele tudo para satisfazer nossas vidas e, da mesma forma, aceitar passivamente que ele intervenha”, comentou.

E João Bosco apontou uma interferência “absurda” do governo na esfera familiar. “Começam a surgir normas em que o cidadão passa a ter medo de tomar conta da própria vida. O Judiciário passa a legislar, a interferir, no caso da união estável, no caso da maconha, porque os nossos políticos não conseguem fazer norma”, criticou.

Ouça o programa completo:

Mais Lidas