DIRETO DE BRASÍLIA

Cunha diz que processo de impeachment será um longo caminho

De acordo com o deputado, o caminho é longo e a quantidade de votos é alta

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/09/2015 às 7:54
Leitura:
Foto: Lula Marques/Agência PT

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, leu ontem quais são os passos que os deputados de oposição podem dar para que seja aberto o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff. O caminho é longo, a quantidade de votos é alta, chega a exigir dois terços da aprovação dos parlamentares e os motivos precisam ser bem definidos.

Confira os detalhes no flash de Romoaldo de Souza, direto de Brasília:

Para o líder do Democratas, o deputado Mendonça Filho, dos pedidos de impeachment da presidente, o mais bem fundamentado foi apresentado na Câmara pelo ex-vice prefeito de São Paulo, Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, e o ex-ministro da justiça no governo de Fernando Henrique Cardoso, o jurista Miguel Reale Junior.

Oposição e situação reconhecem que antes de ser admitido o pedido de impeachment, a Câmara dos Deputados viverá uma guerra regimental. Cada um dos grupos, contrários e favoráveis, vão se valer de interpretações do regimento da Câmara para defender seus interesses.

Mais Lidas