ZURIQUE

Justiça da Suíça abre investigação criminal contra Blatter, presidente da Fifa

Pelos crimes, o presidente da Fifa poderia pegar até 10 anos de prisão

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/09/2015 às 17:28
Leitura:
Presidente da Fifa Joseph Blatter
Foto: Philipp Schmidli/ Getty Images


Mais um dia de terremoto na Fifa, na sua sede em Zurique, na Suíça. Desta vez, o atingido é próprio presidente da entidade, Joseph Blatter. O próprio Blatter tem evitado viajar para não ser questionado pela justiça americana, mas, nesta sexta-feira (25), foi interrogado na sua própria casa na Fifa, em Zurique, pela justiça suíça.

O Ministério Público da Suíça abriu uma investigação criminal contra Blatter pelo menos dois crimes: gestão criminosa e apropriação indevida de recursos. Pelos crimes, o presidente da Fifa poderia pegar até 10 anos de prisão.

Confira os detalhes no flash Jamil Chad, diretamente de Zurique:

Uma das suspeitas é a venda de direitos de televisão. A venda de um direito para a Copa de 2010 e 2014 para a região do Caribe, a suspeita é de que ele tenha vendido para um dos seus ex-filiados por 600 mil dólares um contrato que alguns meses depois foi revendido por 20 milhões de dólares. Ou seja, um preço muito abaixo do que de fato seria o preço do mercado, ele teria de alguma forma fraudado.

Outra suspeita também levanta muitas questões: uma transferência feita por Blater para Michel Platini, presidente da UEFA. Uma transferência no valor de 2 milhões de francos suíços, em 2011, o equivalente, atualmente, cerca de 2 milhões de dólares. A transferência teria sido feita, aparentemente, sem nenhum motivo.

Mais Lidas