PENSÃO

Ex-vereador de Olinda é preso por não pagamento de pensão alimentícia

Na delegacia, Alexandre de Lira Maranhão afirmou que o valor da pensão é muito alto e que não teria condições de pagar

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/09/2015 às 17:33
Leitura:
Foto: Reprodução TSE


Encontra-se detido na Delegacia Seccional de Olinda, em Casa Caiada, o ex-vereador Alexandre Maranhão, de 41 anos. Ele foi preso em cumprimento a um mandado de prisão pelo não pagamento da pensão alimentícia de duas filhas, no valor de R$ 21.163,00.

O delegado seccional, Paulo Rameh, afirma que o ex-vereador vai ser recolhido ao Cotel, em Abreu e Lima, caso não realize o pagamento até esta quarta-feira (30). O delegado conta que Alexandre afirmou que, durante muitos anos, tentou demonstrar a ex-esposa que os recursos recebidos foram reduzidos pela metade quando ele deixou de ser vereador, e que o valor pedido na pensão é muito alto.

Alexandre de Lira Maranhão já foi vereador pelo PP em Olinda, no início dos anos 2000. Ele também disputou a legislatura municipal em 2012 pelo PDT, mas não foi eleito. Alexandre também já ocupou o cargo de secretário executivo da secretaria de governo de Olinda em 2007, na gestão Luciana Santos, período em que se envolveu em um escândalo de nepotismo, com a nomeação de três pessoas da família para atuar na prefeitura.

Ouça a reportagem de Lélia Perlim:

Mais Lidas