CONSULTÓRIO

Longevidade não é sinônimo de envelhecimento saudável

O alerta foi dado no Consultório de Graça desta quinta-feira (1º)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/10/2015 às 22:34
Leitura:

O Consultório desta quinta-feira (1º) discutiu a saúde dos idosos. A apresentadora Graça Araújo conversou com os médicos geriatras Ana Medeiros Garcia e Lucas Andrade.

Doutora em Neuropsiquiatria, Anália é professora do curso de Medicina da Universidade de Pernambuco (UPE) e atua no Lar Aconchego, em Barra de Jangada, Jaboatão. Já Lucas é o presidente da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia Seccional Pernambuco e trabalha no Serviço de Geriatria do Hospital Português.

Para Lucas, longevidade não é sinônimo de envelhecimento saudável. “Quanto mais velhos nós ficamos, mais chances nós temos de ter alguma dificuldade, alguma incapacidade decorrente de doenças crônico-degenerativas, como artrose, doenças cardiovasculares e suas sequelas”, explicou.

Já Anália ressaltou que não há uma receita para ser longevo. Segundo ela, há uma série de fatores que podem fazer uma pessoa viver por mais tempo. “A começar pelo genético. Se você vem de uma família longeva, possivelmente você tem mais chance de viver mais. Mas também há fatores sociais e ambientais que influenciam nessa questão”, disse.

Ouça o programa na íntegra:

Mais Lidas