DEBATE

Em debate, deputado Silvio Costa diz que oposição brasileira é “hilária” e incompetente

Também participaram do programa os deputados Tadeu Alencar e Mendonça Filho

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/10/2015 às 15:28
Leitura:
Foto: Rafael Souza | Rádio Jornal


No debate da Super Manhã desta segunda-feira (5), o comunicador da maioria, Geraldo Freire, recebeu no estúdio da Rádio Jornal, os deputados federais Silvio Costa, Tadeu Alencar e Mendonça Filho. Em pauta, a política nacional e as expectativas para o futuro do país.

O deputado Silvio Costa falou sobre a economia mundial e os impactos para o Brasil e a possibilidade da volta da CPMF. De acordo com o deputado, alguns setores da economia passam a ser beneficiados com o aumento do dólar. “O turismo interno está sendo otimizado por conta da alta do dólar”, afirmou. Ele acredita que, com a mudança de alguns ministérios, a presidente Dilma está praticando a governabilidade, para “aquietar” a câmara. Ele disse que a oposição brasileira é “hilária”. “O discurso deles é que a Dilma está negociando os cargos com o PMDB. Aqui em Pernambuco, o DEM tem secretaria estadual e na prefeitura, assim como o PSDB. A única oposição que eu respeito lá, que é coerente, é a oposição do PSOL”, concluiu.

O deputado Mendonça Filho pediu a palavra, sinalizando que também teria que haver espaço para que ele expusesse as opiniões com relação ao tema. Ao citar o direito de falar, Silvio Costa mencionou que Mendonça não teria o que dizer. “Você tem o direito [de falar], mas eu tenho o que dizer, e talvez você não tenha”, disse de forma acalorada. Silvio Costa falou ainda que o PT é um partido que tem várias correntes, e que alguns representantes podem não gostar de Dilma Roussef. “A presidente está fazendo o correto”, disse.

Foto: Arquivo JC Imagem


Mendonça Filho discorda do deputado Silvio Costa e acredita que a culpa da situação que se vive hoje é exclusivamente e totalmente do governo da presidente Dilma. “Ela agiu com má fé durante a campanha política, porque prometia algo que não podia cumprir. Ela mentiu, literalmente, para a população. Todos acompanharam a eleição e ela dizia que os adversários iriam criar um ambiente de inflação alta, desemprego de recessão, e que ela produziria a frente do governo, um ambiente de crescimento econômico e mais oportunidade de trabalho. O quadro de 2015 é terrível para o trabalhador e para o setor produtivo. É uma situação absurda”, afirmou.

O debate levantou ainda muitas questões sobre economia, investigações e política, sob a análise e opinião dos convidados.

Ouça o programa na íntegra:

Mais Lidas