MICRO-ÔNIBUS

Serviço de transporte complementar do Recife é suspenso por falta de pagamento de salários

Os 57 veículos atuam em 16 linhas e transportam cerca de 50 mil pessoas por dia. Permissionários só voltam a trabalhar amanhã

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/10/2015 às 6:32
Leitura:
Transporte complementar atende passageiros de áreas onde ônibus comuns não chegam. Foto: Rodrigo Lobo/Acervo JC Imagem


Motoristas de 57 micro-ônibus que fazem as linhas alimentadoras nos morros do Recife não estão trabalhando nesta terça-feira (6). Os veículos, responsáveis por 16 linhas e que transportam 50 mil pessoas por dia, ficaram estacionados em frente à sede da Prefeitura do Recife durante toda a manhã.

O Sindicato de Transporte Complementar de Pernambuco alega que está sem receber o pagamento há duas quinzenas. De acordo com o Grande Recife Consórcio de Transporte, os permissionários devem receber os atrasados nas próximas quinta e sexta-feiras. Após receberem proposta de pagamento, o grupo encerrou o protesto.

Mesmo com a proposta, o serviço só será reestabelecido amanhã. O grupo está com uma reunião agendada para a próxima quinta-feira (8) com representantes da Prefeitura do Recife.

Em nota, a Companhia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU) informou que a arrecadação das tarifas e o repasse aos permissionários do Serviço de Transporte Complementar de Passageiros do Recife (STCP) é feito conforme o tipo de linha. No caso das linhas alimentadoras, que realizam o transporte dos passageiros que moram em áreas de difícil acesso e possuem um serviço gratuito, o repasse das verbas aos permissionários é realizado de forma quinzenal e de responsabilidade do Grande Recife Consórcio de Transportes. A nota informa ainda que à Prefeitura cabe apenas o gerenciamento operacional e a fiscalização do serviço.

Mais Lidas