INVESTIGAÇÃO

Professora primária é suspeita de dopar alunos em Sanharó, no Agreste do Estado

Nove crianças foram encaminhadas ao hospital local após apresentarem quadro de sonolência

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/10/2015 às 15:45
Leitura:

A polícia de Sanharó, no Agreste do Estado, está investigando um caso que envolve uma professora e alunos da Escola Municipal Nilza Leite Avelino. Nove alunos, entre 5 e 6 anos, apresentaram sonolência em sala de aula e existe uma suspeita de que eles teriam sido dopados.

O fato ocorreu nessa terça-feira (6) e o alunos foram encaminhados para o hospital local. Sete já foram liberados e dois continuam internados, e a previsão é que recebam alta ainda nesta quarta-feira (7).

Os detalhes no flash de Jaciara Fernandes:

A professora concursada não teve o nome divulgado. O prefeito de Sanharó, Fernando Edier, aguarda o laudo do hospital. “Alguns alunos estavam sonolentos e outros estavam tontos. Inclusive eu estava lá perto, fui lá na escola, e de imediato a gente encaminhou os alunos para o hospital”, detalhou. “Estamos esperando um laudo para saber realmente o que foi que aconteceu com essas crianças”, completou.

Caso seja comprovado que a professora dopou as crianças, o prefeito afirma que a profissional será exonerada. “Me reuni com a diretora e a coordenadora, onde decidimos abrir uma sindicância e afastar a professora por tempo indeterminado até nós apurarmos esse caso e, se for comprovado, ela vai ser exonerada por justa causa”, garantiu o prefeito.

Mais Lidas