DIRETO DE BRASÍLIA

Contas da presidente são rejeitadas por unanimidade no TCU

Agora o planalto vai ter que se desdobrar para reverter o quadro quando as contas rejeitadas chegarem ao Congresso Nacional

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/10/2015 às 7:44
Leitura:
Foto: Lula Marques/ Agência PT


Esta quarta-feira foi de longe um dos piores dias para o governo de Dilma Rousseff. Em pensar que foi no proprio Palácio do Planalto, com o aval da presidente da república, que foi traçada a estratégia equivocada de peitar o Tribunal de Contas da União.

Até a última sexta-feira, já era dada como certa a derrota do Governo, com a rejeição das contas de Dilma em 2014, mas, no domingo, o ministro da juntiça se juntou ao advogado geral da união, e chamaram a imprensa para dizer que iriam pedir a suspensão sobre o ministro relator Augusto Nardes, no processo do TCU. Como em qualquer instituição colegiada, prevaleceu o espírito de corpo. A votação se deu por unanimidade. A derrota poderia ter sido mais suave.

Confira os detalhes no flash de Romoaldo de Souza, direto de Brasília:

Agora o planalto vai ter que se desdobrar para reverter o quadro quando as contas rejeitadas da presidente chegarem ao Congresso Nacional. Não é só a votação do TCU que a presidente precisa esquecer, o Tribunal Superior Eleitoral reabriu uma investigação sobre as contas da campanha eleitoral, o Planalto não conseguiu reunir deputados para a sessão que iria manter os vetos das chamadas pautas-bomba, e o TCU ainda fez do Governo gato e sapato. Semana em que a presidente precisa urgentemente virar a página, e sem trapalhadas.

Mais Lidas