ECONOMIA E NEGÓCIOS

Ministro da Fazenda diz que crédito só volta se acabarem as incertezas

Este foi o tema do economista Ecio Costa, desta quinta-feira (8)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/10/2015 às 16:29
Leitura:

Em entrevista à Folha de São Paulo, o ministro Joaquim Levy (Fazenda) afirma que o crédito só voltará quando o país acabar com suas "incertezas", em resposta a críticas de petistas de que a Fazenda não tem uma agenda para o acrescimento e para o crédito, e só fala em ajuste fiscal.

"Qualquer pessoa com um treinozinho entende que hoje você não tem crédito por causa da incerteza. Falar de crédito hoje é priorizar a diminuição da incerteza", disse. Ao ser questionado sobre o "fogo amigo" vindo do PT e até de dentro do governo para que ele saia do cargo, Levy desconversou. "Não sei exatamente a que você está se referindo, mas a expressão fogo amigo é aquele fogo que vai por engano, você pensa que está fazendo uma coisa, mas na verdade está atirando onde não quer".

Sobre os depoimentos do ministro, o economista Ecio Costa falou nesta quinta-feira (8) na coluna Economia e Negócios:

Mais Lidas