JÁ É O NONO

Polícia encontra túnel dentro de casa vizinha ao Complexo Prisional do Curado

Três pessoas foram presas na casa. Este é o primeiro buraco feito de fora para dentro, encontrado este ano

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 08/10/2015 às 15:15
Leitura:

Mais um túnel foi encontrado no Complexo Prisional do Curado, no bairro do Sancho, Zona Oeste do Recife, nesta quinta-feira (8). Esse foi o nono descoberto, mas o primeiro a ser construído de fora para dentro do presídio. Todos os outros oito foram feitos de dentro para fora.

Em uma casa de quatro cômodos, na Rua Ponte de Pedra, o serviço reservado da Polícia Militar e da Secretaria Estadual de Ressocialização encontrou o túnel. O buraco, de 1,60 de profundidade e meio metro de cumprimento, seria passagem para o presídio Frei Damião de Bozzano.

Confira os detalhes na reportagem de Pedro Souza:

O imóvel foi alugado por Renato Correia de Souza, de 25 anos, e por uma mulher grávida ainda não identificada. Ela teria procurado o proprietário da casa há 15 dias e alugado por R$ 400 reais.

Neste período, os vizinhos mal viam essas pessoas que teriam alugado o imóvel, mas percebiam sempre um som alto vindo de dentro da casa. A chegada de ferramentas como pá, fio, inchada e bocal de lâmpada começou a despertar a atenção dos vizinhos para a possibilidade de haver um túnel no local.

Maria de Fátima mora há mais de 30 anos em uma casa ao lado do imóvel em questão, ela comentou que ficou surpresa com a descoberta do buraco.

As movimentações suspeitas deram o alerta à polícia, que chegou ao local às oito da manhã desta quinta-feira e encontrou Renato e um casal de irmãos, Wilson e Luciana Oliveira Barbosa Brasil, de 21 e 24 anos, dentro da casa.

Os irmãos alegaram que chegaram nessa quarta-feira (7) à noite, no local, para entregar ventiladores – que seriam utilizados para refrigerar o túnel. Wilson e Luciana teriam recebido R$ 100 cada um para levar esses objetos para Renato.

Até o momento, Renato, Wilson e Luciana estão detidos. Uma quarta pessoa, identificada como Elvis, seria o financiador da operação. Ele está sendo procurado pela polícia em Pontezinha, no Cabo de Santo Agostinho.

Mais Lidas