CONTA TUA HISTÓRIA

Emocionada, Graça Araújo lembra da infância pobre e de como escolheu ser jornalista

Uma das maiores personalidades do jornalismo pernambucano decidiu pela carreira quando foi contratada para ser secretária de um diretor de redação

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/10/2015 às 9:03
Léo Motta/ JC Imagens
FOTO: Léo Motta/ JC Imagens
Leitura:

Com lágrimas nos olhos e um jeito doce de falar, Graça Araújo lembra da miséria que viveu quando era criança e de como se tornou jornalista. Ainda adolescente, aos 14 anos, ela começou a trabalhar em uma fábrica, passou pelo comércio, por uma seguradora e chegou a um banco. Durante esse tempo, ela achava que queria ser médica, sonho comum entre as crianças pobres que anseiam subir na vida.

Graça decidiu pelo jornalismo quando foi contratada para ser secretária de um diretor de redação de uma revista técnica em São Paulo. Teve contato com outros jornalistas e percebeu que "se bem feito, esse ofício, eu poderia curar mais feridas, fazer mais curativos, fazer outras cirurgias, que talvez fossem mais relevantes do que essas que tanta gente sabe fazer". Hoje, a pernambucana de Itambé é uma das maiores personalidades do jornalismo pernambucano.

Conta tua história

Graça Araújo foi convidada pelo jornalista do Escrete de Ouro, João Victor Amorim, para participar do projeto "Conta tua história". O próximo será o comunicador Geraldo Freire.

Mais Lidas