CABO

Prefeitura do Cabo está temporariamente impedida de receber repasse federal e estadual

A suspensão aconteceu por conta de irregularidades em prestação de contas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 20/10/2015 às 19:20
Leitura:
Foto: Reprodução / Internet

A prefeitura do Cabo de Santo Agostinho está temporariamente impedida de receber repasses federais e estaduais por conta de irregularidades em prestação de contas de convênio com o Governo Federal.

O caso teria ocorrido em 1999, na gestão do prefeito Elias Gomes, atual prefeito de Jaboatão dos Guararapes. Confira os detalhes na matéria de Isabela Dias:

Segundo o procurador geral do Cabo, Marcos Lira, o convênio assinado na época era de quatro meses de duração, os dois primeiros para implementação do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil. De acordo com o processo, o município deixou de devolver valores não utilizados na execução do convênio, cobrando uma quantia que, atualizada, chega a quase R$2 milhões.

Ainda de acordo com o procurador, a gestão atual instaurou uma tomada de contas para que os repasses federais sejam normalizados.

Mais Lidas