MEDO

Sensação de insegurança é crescente entre passageiros, motoristas e cobradores de ônibus

De acordo com a SDS, só nos primeiros seis meses deste ano foram registrados 921 assaltos a ônibus no Grande Recife

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 22/10/2015 às 16:21
Leitura:
Foto: Google Street View

A sensação de insegurança é crescente entre passageiros, motoristas e cobradores de ônibus, por causa do aumento no número de assaltos dentro dos coletivos. Em menos de 12 horas, sete ônibus foram roubados apenas na Região Metropolitana do Recife.

Nas ações, os suspeitos agiram sozinhos ou em grupo, armados com facas ou mesmo pistolas. Geralmente, o principal objetivo dos bandidos é a renda dos ônibus que em sete dessas ações criminosas foi levada, mais os pertences dos ocupantes dos veículos que foram levados em cinco desses casos.

Confira os detalhes no flash de Lélia Perlim:

Na Avenida Sul, um dos pontos mais visados pelos grupos para as ações criminosas, o aposentado Dinilson Lima reconhece a insegurança e o medo de andar nos coletivos. “A gente se sente completamente inseguro. A gente tem que se prevenir, não andar sozinho, sempre andar com uma ou duas pessoas do lado, por que já dificulta o ataque deles”, apontou, afirmando ainda que sempre que vê alguma atitude suspeita sai do ônibus.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), só nos primeiros seis meses deste ano foram registrados 921 assaltos a ônibus no Grande Recife, o que representa um aumento de 42% em relação ao mesmo período do ano passado.

No dia 14 deste mês, o Governo do Estado anunciou medidas para tentar evitar acidentes envolvendo passageiros. Mas nada foi anunciado para garantir maior segurança para os usuários do transporte coletivo.

Mais Lidas