CONTA TUA HISTÓRIA

Mito do rádio pernambucano, Geraldo Freire alia teimosia, humor, sensibilidade e muito talento

Um dos comunicadores mais fascinantes do País, Geraldo quebrou o protocolo do "Conta tua história" e contou uma piada

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 26/10/2015 às 10:21
Leitura:

Geraldo Freire dos Santos é cearense de nascimento. Com poucos dias de vida, mudou-se com a família para Mimoso, distrito de Pesqueira, no limite entre o Agreste e o Sertão do Estado. Aos cinco anos, perdeu a mãe. Quatro anos depois, fugiu de casa e veio procurar uma tia que morava em Água Fria, na Zona Norte do Recife. Chegou na sorte. Tirou a primeira carteira de trabalho aos 10 anos, com cara de menino ainda mais novo. A segunda veio aos 14.

Trabalhou como carteiro, entregando imagens católicas a comerciantes do Recife. Aos 17 anos, consegue o primeiro emprego na imprensa, ainda sem carteira assinada. Dois anos depois, é contratado para trabalhar como locutor na Rádio Paulista.

Em 1971, é contratado pela TV Jornal para a equipe de futebol. Ao mesmo, começa apresentar um programa musical na Rádio Jornal, de onde saiu para a Rádio Olinda e só voltou 16 anos depois. Separado de Gino César, que estava na Rádio Olinda, Geraldo se inquita. Em 1988, reencontra-se com Gino na Rádio Tamandaré e volta a liderar. Dois anos depois, ambos voltam para a Rádio Jornal, onde permanecem até hoje.

Famoso pelo dom de comunicar, Geraldo é homem impetuoso e de personalidade forte. Teimoso também. Faz o que quer e como quer. Esconde uma sensibilidade angelical debaixo da capa de "matuto". Esforçado, chega ainda de madrugada todos os dias na Rádio Jornal para acompanhar todo o processo produtivo da Super Manhã, programa que dirige e apresenta, de segunda a sexta, das 7h às 12h.

Engraçado e cuidadoso, sabe que piadas tirar com cada pessoa. Nesse Conta tua história, convidado por Graça Araújo, era pra contar a história dele, mas Geraldo Freire, como dito, só faz o que quer. Contou a história do Padre e do jumento. No final, chamou pro combate o amigo de bancada Paulo Roberto, com quem tem um "casamento" de mais de 20 anos.

Mais Lidas