BRASÍLIA

Algemado ao salão da Câmara dos Deputados, grupo pede que Cunha acolha o impeachment de Dilma

Manifestantes devem ficar algemados "até o corpo aguentar"

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 28/10/2015 às 14:13
Leitura:
Foto: Romoaldo de Souza/ Rádio Jornal


Um grupo de manifestantes está algemado no centro do Salão Verde, o salão principal na Câmara dos Deputados, em Brasília, em protesto contra a presidente Dilma Rousseff e cobrando o impeachment dela nesta quarta-feira (28).

Karla Zambeli, porta-voz do movimento, de São Paulo, conversou com o repórter Romoaldo de Souza e explicou o motivo do ato. “Nós estamos em protesto silencioso para que o Cunha acolha o impeachment o mais rápido possível”, disse. Para ela, a presidente não tem mais nenhuma condição de comandar o país. “Ela tem que sair”, acrescentou a manifestante.

Confira os detalhes no flash de Romoal de Souza:

Segundo Zambeli, eles ficarão algemados até o corpo aguentar. “Nós queremos que ele [Cunha] acolha o pedido de impeachment em nome do povo brasileiro”, destacou. “[Nos preparamos] Psicologicamente. Não tomamos líquido por que vai ser difícil depois ir ao banheiro, né?”, comentou.

Na prática, ou os manifestantes serão tirados à força ou irão esperar muito. A expectativa é de que Eduardo Cunha, mesmo que já tem o parecer, politicamente não está decidido de que deve dar andamento no pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Mais Lidas