COMBUSTÍVEL

Consumidores aprovam resultado de fiscalizações em postos na RMR

A força tarefa de fiscalização em postos de combustíveis teve um balanço positivo em 51 postos visitados

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/10/2015 às 15:04
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal


Nesta sexta-feira (30), teve fim a quarta força tarefa de fiscalização em postos de combustíveis. As vistorias percorreram estabelecimentos de Olinda, Recife, Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Moreno.

Ao todo, 42 agentes públicos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, (ANP), Ipem, Secretaria da Fazenda e Polícia Militar trabalharam no sentido de medir qualidade, quantidade e o compromisso fiscal de postos de combustíveis.

E o resultado teve um balanço positivo em 51 postos visitados, como fala Siderval Miranda representante da ANP. “Nós verificamos, pelos testes de campo, que o produto que está sendo comercializado aqui no Recife e na Região Metropolitana, conforme já esperávamos, é um produto de qualidade. Essa verificação que é feita em campo, no entanto, não analisa todas as características que são especificadas pela ANP”, destacou.

Os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

No entanto, o órgão gestor autuou dois pontos de venda por falta de estrutura na bomba injetora e outro por ausência de painel de preço por desrespeito ao consumidor.

O auditor José Fernando Filho abastecia o veículo no momento em que um posto da Av. Domingos Ferreira era fiscalizado e ficou bem tranquilo com a gasolina que utiliza.

Apesar do não registro de flagrantes, 100 amostras de etanol e gasolina foram coletadas e em duas semanas os laboratórios da ANP vai apresentar um resultado mais aprofundado.

Durante a força tarefa, o Ipem fez 46 notificações. Nestes locais as bombas injetoras apresentaram vazamentos. A Secretaria da Fazenda do estado encontrou 12 postos cometendo irregularidades fiscais. Em Olinda, por exemplo, um comerciante estava comercializando álcool sem nota fiscal e teve o ponto interditado.

Todos os autuados vão responder a processos administrativos e terão de apresentar o resultado das melhorias solicitadas.

Mais Lidas