CRIME

Mulher que deu à luz e deixou bebê na lixeira vai ser encaminhada à Colônia Penal Feminina

Aline da Silva Santos, de 19 anos, pode responder por tentativa de homicídio ou infanticídio

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 01/11/2015 às 12:05
Leitura:
Foto: Reprodução


Aline da Silva Santos, mãe da criança encontrada em uma lixeira do Hospital Dom Hélder Câmara, no Cabo de Santo Agostinho, vai ser encaminhada à Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, assim que receber alta do IMIP.

A informação é da delegada Josineide Confessor, que registrou o caso no plantão desse sábado (31) e autuou a mulher de 19 anos, em flagrante. De acordo com a delegada, a criança foi encontrada dentro da lixeira e com um absorvente higiênico introduzido dentro da boca.”, disse.

A mãe da criança pode responder por tentativa de homicídio ou infanticídio dependendo do que for apurado. A delegada disse ainda que o tipo penal por ela praticado está na dependência de um laudo realizado pelo IML, para que tenhamos convicção que ela estava no juízo normal ou sob influência de estado puerperal, que é um abalo emocional que algumas mulheres tem logo após o parto”, completou.

Segundo a polícia, Aline Santos deu entrada no HDH no início da manhã do sábado (31), reclamando de dores abdominais. Após uma ultra-sonografia, foi verificada a gestação. Depois disso, a mulher foi ao banheiro da emergência, e deu a luz ao bebê. A mulher então colocou um absorvente na boca da criança e a escondeu na lixeira. Quando deixou o banheiro, ela relatou aos médicos que estava com um sangramento, sem contar do nascimento do bebê. Com isso, Aline foi transferida para o IMIP. A criança, uma menina de pouco mais de 3kg, foi achada quase duas horas depois. Ela também está em observação no IMIP, com quadro clínico estável.

De acordo com o Conselho Tutelar do Cabo, se nenhum parente puder ficar com o bebê, ele vai ser encaminhado para adoção.

Confira a reportagem de Lélia Perlim:

Mais Lidas