TRANSPORTE

Sindicato dos Rodoviários vai apelar ao MPPE para que motoristas possam abrir a porta do meio

Medida do Procon-PE impede que passageiros comuns embarquem e desembarquem pela porta central do veículo fora dos terminais.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/11/2015 às 5:58
Leitura:
Foto: Amanda Miranda/Arquivo JC Imagem


O Sindicato dos Rodoviários vai procurar o Ministério Público de Pernambuco para negociar uma alternativa para a abertura da porta do meio do ônibus para passageiros comuns fora dos terminais. A medida de segurança solicitada pelo Procon-PE, junto as 13 empresas de transporte coletivo, visa garantir mais segurança para os clientes e vem sendo alvo de polêmica.

Motoristas e passageiros tem opiniões variadas sobre a novidade, sobretudo quando o coletivo está lotado. Além disso, os ônibus terão um equipamento de proteção chamado “anjo da guarda”, que impede o veículo de ultrapassar a velocidade de 5 km/h com a porta aberta.

De acordo com o Procon, o uso da porta do meio fora dos terminais pode aumentar o risco de acidentes. A exceção fica para os cadeirantes e pessoas com mobilidade rebuzida, como obesos e muletantes.

O prazo concedido pelo Grande Recife Consórcio de Transporte para implantação do dispositivo é de 180 dias. Uma campanha informativa começou nessa quinta-feira (5) nos terminais integrados da Região Metropolitana do Recife.

O Termo de Ajustamento de Conduta teve origem com uma fiscalização do Procon-PE iniciada em junho, após as mortes dos estudantes universitários Camila Mirele, em maio, e Harlynton Santos, em junho. Todas as empresas que operam no Grande Recife foram fiscalizadas.

O passageiro que visualizar alguma infração pode denunciar o ato para o Procon, pelo número 0800 282 1512, ou para o Grande Recife Consórcio de Transporte, pelo telefone 0800 081 0158. O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Pernambuco (Urbana-PE), Grande Recife e o Procon serão responsáveis pela fiscalização dos coletivos.

Mais Lidas