CRISE

Médicos pedem demissão em massa na UPA Imbiribeira e preocupam pacientes

A falta de condições de trabalho fez com que 13 dos 15 pediatras entregassem os cargos

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/11/2015 às 13:32
Leitura:
Profissionais entregaram os cargos nesta segunda-feira (9)
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal


A entrega de cargos na pediatria deve atingir o atendimento neste setor da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife, referência no atendimento de crianças. Entre janeiro e agosto mais de 20 mil prontuários foram abertos, uma média de 85 pacientes/dia.

A falta de condições de trabalho fez com que 13 dos 15 profissionais entregassem, nesta segunda-feira (9), cartas de demissões à direção da unidade, muitas delas escritas a próprio punho.

E eles pretendem cumprir o aviso prévio de 30 dias, já depois desse prazo legal não sabem como vai ficar a situação, que hoje, garantem, não é satisfatória, como explica o médico Antônio Amorim, que trabalha na unidade há cinco anos. “A gente foi percebendo de alguns para cá a diminuição de insumos, falta de alguns medicamentos e a unidade sempre alegando que era falta de repasse da Secretaria de Saúde”, detalhou, que apontou ainda a redução de 50% do quadro da pediatria no mês de setembro.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

No último mês, a redução de profissionais foi discutida com a direção em reuniões sem retorno positivo. Apesar do movimento de entrega de cargos, o atendimento estava normalizado. No entanto, quem depende do serviço como a dona de casa Daniele Fernandes Nascimento, ficou preocupada com a situação. “E aí? Como vai ficar meu menino? Eu vou cuidar dele como?”, questionou a mulher.

Em nota, a Secretaria de Saúde de Pernambuco, disse que vem tentando readequar as escalas de plantões sem prejudicar os pacientes. E finaliza o comunicado informando que um estudo do Conselho Federal de Medicina, determina que cada profissional atenda a 36 pessoas por plantão, demanda não registrada na UPA da Imbiribeira.

Mais Lidas