SAÚDE

Pediatras pedem demissão em massa e pacientes ficam sem atendimento na UPA da Imbiribeira

Os pediatras não aceitam que o plantão seja formado por apenas um médico para o atendimento voltado às crianças

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 09/11/2015 às 8:07
Leitura:
Foto: reprodução/site da Secretaria de Saúde


Reportagem de Rafael Carneiro

Nesta segunda-feira, 13 dos 15 profissionais de saúde que trabalham na Unidade de Pronto Atendimento da Imbiribeira, Zona Sul do Recife, vão entregar os cargos. Eles prometem cumprir integralmente o período contratual do aviso prévio de 30 dias estabelecido por lei.

Os pediatras não aceitam que o plantão seja formado por apenas um médico para o atendimento voltado às crianças. Os profissionais de saúde denunciam que a crise se acentuou em setembro, inclusive com a falta de medicamentos e equipamentos de trabalho.

Sem ter as mínimas condições de trabalhar, eles ficam temerosos até com a própria integridade física. O diretor do Sindicato dos Médicos, Walber Steffano, afirma que “saúde não tem meio termo, nem arrumadinho”.

A reportagem não localizou os representantes do Instituto Pernambucano de Assistência e Saúde (ipas), que gere o atendimento no loval, para falar sobre o assunto.

Mais Lidas