MEDO

Espaço que radialista ocupava na rádio de Lagoa de Itaenga é substituído por programação musical

Israel Silva foi morto a tiros, na última terça-feira (10), no centro da cidade, localizada na Mata Norte de Pernambuco

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 12/11/2015 às 15:19
Leitura:
Foto: Reprodução

Após três dias do assassinato do radialista Israel Silva o medo continua tomando conta da população da cidade de Lagoa do Itaenga, na Zona da Mata Norte do Estado.

No espaço em que ele apresentava o programa Microfone Aberto na rádio comunitária Itaenga FM, uma programação musical tenta suprir a lacuna que o comunicador deixou. Segundo a direção da rádio, uma reunião para definir um possível substituto para apresentação do programa será feita no próximo sábado (14).

Confira os detalhes na reportagem de Henriques Santos:

A direção ainda disse que o medo da população reflete até nos funcionários que trabalham como menores aprendizes na emissora. As mães dos adolescentes estão receosas que os filhos cumpram as rotinas de trabalho com medo da onda de violência. Dentre outras denúncias, no último programa feito pelo o radialista fez duras críticas a atual situação de insegurança que a cidade enfrenta.

Velório do radialista atraiu uma multidão de pessoas
Foto: Lélia Perlim/ Rádio Jornal

O radialista foi morto a tiros, na última terça-feira (10), dentro de uma loja no centro da cidade. A Polícia Civil já tem a identificação dos suspeitos, mas prefere não divulgar os nomes para preservar a investigação. Até o momento, um menor foi apreendido com uma arma supostamente utilizada no crime.

Mais Lidas