GINO ETERNO

Último adeus a Gino César é acompanhado por centenas de pessoas

Radialista foi sepultado na tarde desta terça-feira (17) no Cemitério de Santo Amaro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/11/2015 às 16:28
Leitura:
Centenas de pessoas acompanharam o sepultamento de Gino César
Foto: Isabela Dias/ Rádio Jornal


Sob forte comoção, foi sepultado na tarde desta terça-feira (17) o corpo de Gino Cesar, o repórter do Bandeira Dois. Ele morreu na madrugada de hoje, aos 79 anos, após um infarto fulminante. Centenas de pessoas acompanharam o cortejo do corpo do radialista, que descansa agora no Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife.

Confira os detalhes na reportagem de Isabela Dias:

O corpo de Gino foi velado durante todo dia e muitas pessoas foram dar um último adeus. Durante o velório, o filho, Paulo Ricardo, que também era produtor de Gino, diz que a dor é confortada pela certeza de que ele sempre será lembrado pelos fãs. “Os últimos dias dele foram, até certo ponto, sossegado. Ele vinha lutando contra esse problema do enfisema pulmonar, mas sempre com bom humor, boa vontade, querendo sempre melhorar para voltar para o rádio, que foi a grande paixão dele”, disse.

Foto: Luiza Falcão/ Rádio Jornal

“Perdemos um grande companheiro, um grande jornalista. Perdemos um grande ícone do radialismo pernambucano”. Foram as palavras do presidente do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, João Carlos Paes Mendonça.

Ouça os depoimentos emocionados de fãs na reportagem de Juliana Oliveira:


Gino trabalhou nas rádios Clube, Olinda, Continental, Tamandaré e aqui na Rádio Jornal, por onde passou duas vezes, a última e definitiva delas durou mais de 30 anos, sempre na liderança da audiência. Joaquim José da Silva, ou simplesmente Gino César, deixa três filhos, três netos e milhares de fãs que o ajudaram a ter a maior audiência do rádio no Brasil.

Mais Lidas