TRÁFICO DE DROGAS

Comerciante é preso com droga em concessionária no bairro da Madalena

Outro comerciante do Ceasa também foi preso com maconha prensada armazenada no local

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/11/2015 às 13:18
Leitura:
Foto: Google Street View

A Polícia Civil investiga a ação de dois comerciantes, suspeitos de tráfico de drogas na Região Metropolitana do Recife. Gilvan Milet Morais Filho, de 40 anos, foi preso em flagrante com 7 quilos de skank, droga conhecida como “super maconha” por ser modificada em laboratório. O entorpecente foi encontrado dentro da concessionária de veículos de Gilvan, localizada na rua José Osório, no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife.

Em depoimento, o comerciante confessou que armazenava a droga no local. De acordo com a polícia, o skank tem até 20% de Tetra Hidro Canabidiol, substancia alucinógena presente na maconha, que normalmente possui de 2 a 3 % de THC.

O gestor da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico (Denarc), João Leonardo Cavalcanti, detalha que, por o entorpecente ser caro, a polícia investiga agora como o skank era vendido e para que público. “Normalmente pessoas que tem maior poder aquisitivo adquirem essa droga para festas. Venderia gramas, através de 5 ou 10 gramas, até 100 gramas”, esclareceu. “Temos alguns informes, né? O próprio Gilvan indicou um outro suspeito que seria o proprietário da droga. A confissão dele nós já temos. Temos um outro suspeito já qualificado que vamos correr atrás na tentativa de encerrar o inquérito com os dois sendo indiciados”, completou o delegado.

Confira os detalhes na reportagem de Clarissa Siqueira:

Outro comerciante preso durante a ação da polícia na última terça-feira (17) foi Jozemário de Souza da Silva, de 26 anos. Com ele foram encontrados 1,5 quilo de maconha prensada, que eram vendidos no Centro de Abastecimento e Logística de Pernambuco (Ceasa).

Segundo o gestor do Denarc, o feirante escondia a droga dentro do box dele, no meio das verduras.

Os dois foram autuados por tráfico de drogas e encaminhados para o Cotel, em Abreu e Lima, no Grande Recife.

Mais Lidas