LAVA-JATO

Polícia Federal prende o José Carlos Bumlai na Operação Lava-Jato

Segundo Romoaldo de Souza, o pecuarista seria amigo do ex-presidente Lula

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 24/11/2015 às 8:45
Leitura:
Foto: Arquivo/Agência Brasil

O pecuarista José Carlos Bumlai foi preso preventivamente nesta terça-feira (24), na 21º fase da Operação Lava-Jato. Segundo a Polícia Federal, o empresário, que está sendo investigado em CPI do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), é suspeito de lavagem de dinheiro, fraude de licitações que envolvem contrato de navio-sonda da Petrobras e corrupção.

Bumlai deveria prestar depoimento na CPI sobre o suposto favorecimento de um empréstimo tomado no BNDES. Segundo o requerimento, na CPI, Bumlai deveria falar sobre um beneficiamento do Banco, por ele ser amigo do ex-presidente Lula. A empresa do suspeito já estava em regime pré-falimentar e mesmo assim o pecuarista conseguiu mais de R$ 100 emprestados. Ouça abaixo a matéria de Romoaldo de Souza:

Participam da operação, 140 policiais federais e 23 auditores fiscais. José Carlos Bumlai está sendo levado para a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde ficará preso preventivamente.

Mais Lidas