FISCALIZAÇÃO

Equipes fiscalizam área de proteção ambiental Aldeia Beberibe por conta de irregularidades

Foram identificados problemas como desmatamento ilegal, construções em áreas de nascentes de rios e empreendimentos sem licença da CPRH

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/11/2015 às 15:10
Leitura:
Barragem de Botafogo é um dos reservatórios da APA Aldeia Beberibe
Foto: Renato Spencer | Acervo JC Imagem


A operação de fiscalização e monitoramento na área de proteção ambiental Aldeia-Beberibe, iniciada na manhã desta quarta-feira (25), vai ser retomada. A ação é coordenada pelo Fórum Socioambiental de Aldeia, Prefeitura de Camaragibe, Secretarias de Meio Ambiente Municipal e Estadual, Ibama e CPRH e conta com o apoio do 20º batalhão da Polícia Militar, entre outros órgãos.

Oito equipes, reunindo mais de 40 pessoas, vasculham 12 dos 17 pontos onde foram identificados problemas como desmatamento ilegal, construções em áreas de nascentes de rios, loteamentos e empreendimentos sem licença da CPRH. O objetivo é fiscalizar, autuar, apreender e até aplicar multas. O comandante da PM na operação, Major Amilka, exemplificou as irregularidades identificadas.

A área de proteção ambiental (APA) é destinada à preservação dos recursos ambientais da fauna, flora, solo e recursos hídricos e só pode ter o uso sustentável, ou seja: o acesso, ocupação e exploração devem ser controlados para não haver prejuízos ao ecossistema da área. O coordenador da APA, Hebert Tejo, aponta uma das principais riquezas do local.

A APA Aldeia-Beberibe está encravada em oito municípios, totalizando uma área de mais de 31 mil hectares e foi criada em 2010 por meio de decreto estadual.

Mais Lidas