MICROCEFALIA

Governador de Pernambuco pede reunião urgente com a presidente Dilma

A pauta principal é o aumento dos casos de microcefalia no estado

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 25/11/2015 às 11:54
Leitura:

O governador Paulo Câmara enviou, nesta quarta-feira (25), um ofício à presidente Dilma Rousseff, solicitando uma audiência “em caráter de urgência” para discutir o aumento no número de casos de microcefalia no Estado. A doença tem acometido bebês nascidos em Pernambuco, já com 487 notificações entre os dias 27 de outubro e 22 de novembro.

Em ofício enviado ao planalto, o gestor classifica a situação no estado como gravíssima e sugere um plano de combate ao mosquito transmissor da doença. Paulo Câmara também relatou à presidente o aumento das notificações de dengue em 580% este ano, em comparação como o mesmo período de 2014, resultando em 117.250 casos em 2015, com 61 municípios pernambucanos em situação de risco de epidemia de dengue e 78 em situação de alerta para a epidemia.

“Preocupa-nos, ainda, senhora presidente, o fato de que, tendo isolado o vírus chikungunya no Estado de Pernambuco, em agosto de 2015, já temos – hoje – 785 casos notificados, fato que nos aponta a urgente necessidade de discutimos a bases de um Plano Estadual de Enfrentamento às Arboviroses, para cuja implantação é imprescindível o apoio de Vossa Excelência”, defendeu o governador de Pernambuco. Arbovírus é um vírus transmitido por artrópodes, como os mosquitos, caso da dengue, chikungunya e zika. Ao final do ofício, Paulo Câmara diz que está certo de contar com o “costumeiro apoio” da presidente da República, “na expectativa de que logo possamos dar consequência às soluções de que tanto necessita o povo pernambucano, neste momento”, completou.

Mais Lidas