DIREITOS URBANOS

Votação do redesenho do Projeto Novo Recife é adiada

Projeto voltou à pauta do Conselho de Desenvolvimento Urbano da prefeitura da cidade para análise nesta sexta-feira (27)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 27/11/2015 às 17:33
Leitura:
Foto: JC Imagem


Depois de sofrer alterações, o Projeto Novo Recife voltou à pauta do Conselho de Desenvolvimento Urbano da prefeitura da cidade para análise nesta sexta-feira (27). O redesenho propõe a construção de 200 habitações para os moradores carentes que já residem naquele entorno, destinação de 10 mil metros de área para o comércio e a construção de uma rotatória próxima ao Forte das Cinco Pontas como solução para um possível engarrafamento.

A votação do projeto, no entanto, não pôde ser realizada nesta sexta porque o clube de engenharia, pediu vistas da nova proposta. Assim, outra reunião vai ser realizada no dia 18 de dezembro, onde o projeto poderá ser votado.

Representantes de movimentos contrários ao Novo Recife, como o Ocupe Estelita, estiveram em frente à prefeitura pela manhã para protestar contra a reunião. A mobilização foi pacífica e não causou transtornos ao trânsito do local.

Lélia Perlim traz os detalhes:

Um dos integrantes dos Direitos Urbanos, Leonardo Cysneiros, faz críticas a reunião desta sexta e afirma que pedirá o cancelamento dela junto ao Ministério Público Estadual, na próxima segunda-feira (30). “A gente entende que essa reunião não deveria ter acontecido por que o processo está sob investigação da Polícia Federal e aprovar o Projeto Novo Recife agora seria uma forma de tornar um fato consumado algo que pode ser o produto de um crime, o leilão do Cais José Estelita”, disse.

O redesenho do Novo Recife seria apresentado no início de outubro, mas foi adiado pelo prefeito do Recife, Geraldo Júlio, depois que a Polícia Federal anunciou investigações sobre uma suposta fraude no leilão para compra do terreno.

O projeto prevê originalmente a construção de 12 torres comerciais e residenciais na área do Cais José Estelita.

Mais Lidas