COLUNA

Economista Ecio Costa comenta déficit inédito em outubro do setor público

Este foi o tema na coluna Economia e Negócios, desta segunda-feira (30)

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/11/2015 às 13:58
Leitura:

O Banco Central divulgou, nesta segunda-feira (30), que União, Estados e municípios registraram déficit de R$ 11,53 bilhões em outubro e de R$ 19,95 bilhões nos dez primeiros meses deste ano. Os números se referem ao resultado primário, que exclui as receitas e despesas com os juros da dívida.

Este é o primeiro resultado negativo registrado em meses de outubro da série iniciada em dezembro de 2001. “A gente vê que a situação está cada vez mais deteriorada com relação ao déficit do setor público nas contas do governo”, destacou o economista Ecio Costa.

Na sua coluna, Ecio destacou a publicação, nesta segunda, de um decreto do Governo Federal com o corte de mais R$ 10 bilhões nas despesas de 2015. “Esse corte foi adotado por que o Congresso ainda não aprovou a mudança na meta fiscal desse ano. Essa mudança é extremamente necessária para que esse déficit que vem acontecendo nas contas do governo possa ser aprovado e o TCU não venha a bater de frente com o próprio governo”, explicou. Segundo ele, a nova proposta do governo prevê um déficit de até R$ 120 bilhões, diferente do que vinha falando no início do ano.

Para ele, o problema principal da economia está no âmbito federal. “Esse déficit na esfera federal chegou a R$ 34 bilhões no ano e, por outro lado, estados e municípios fizeram um superávit de R$ 17 bilhões. Ou seja, o problema está realmente na esfera federal, já que os estados e municípios tem economizado recursos”, completou.

Confira a coluna completa:

Mais Lidas