INVESTIGAÇÃO

Taxista desaparecido desde a última sexta-feira é encontrado morto em São Lourenço da Mata

Segundo familiares, ele saiu do ponto de táxi em que trabalhava no centro de Jaboatão Guararapes levando dois homens no carro

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 30/11/2015 às 14:33
Leitura:
Veículo e corpo de taxista foram encontrados no distrito de Matriz da Luz,
em São Lourenço da Mata
Foto: Divulgação

Desaparecido desde a última sexta-feira (27), o corpo do taxista de Jaboatão dos Guararapes Valdemir Jorge de Oliveira, de 38 anos, foi encontrado no fim da manhã desta segunda-feira (30), no distrito de Matriz da Luz, em São Lourenço da Mata, na Região Metropolitana do Recife. O corpo foi encontrado no mesmo local onde a família localizou o carro da vítima ainda na sexta-feira.

O cunhado de Valdemir, Ronaldo José, acredita que, pelo estado em que o corpo foi achado e a forma, o taxista foi morto por asfixia. “Encontramos ele amarrado, sentado, aparentemente, deu para ver uma corda de nilon no pescoço dele, amarrado para trás na árvore. Eu acho que foi enforcamento, a maior parte do rosto dele estava roxo e o corpo já estava em decomposição”, disse.

Confira os detalhes na reportagem de Henrique Santos:

Desde a sexta-feira, familiares e amigos de Valdemir faziam buscas por conta própria no local. Uma amiga da família, a estudante de direito Bruna Lunna, conta como foi complicado para registrar a queixa do desaparecimento do taxista na polícia. “O B.O. deixou tanto a desejar que não constava nem sequer a placa e o modelo do carro”, detalhou, dizendo que o Boletim de Ocorrência foi prestado na delegacia de São Lourenço da Mata que é próximo onde o carro foi encontrado.

Valdemir teria desparecido por volta das 8h da sexta-feira após realizar uma corrida para São Lourenço da Mata. Segundo familiares, ele levava dois homens no carro e saiu do ponto de táxi em que trabalhava no centro de Jaboatão Guararapes sem dar muitos detalhes do destino aos colegas de trabalho. Segundo a Polícia Civil, o delegado Ramon Teixeira do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de São Lourenço da Mata vai investigar o caso.

Mais Lidas