GUERRA AO AEDES

Igreja católica entra no combate ao mosquito Aedes aegypti

Nesta sexta-feira (4), prefeito do Recife tem nova agenda com os donos de escolas privadas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 03/12/2015 às 14:44
Leitura:
Prefeito Geraldo Julio e Dom Fernando Saburido
Foto: Rafael Carneiro/ Rádio Jornal

Vencer um adversário pequenino é o desafio da gestão do prefeito Geraldo Júlio, aqui no Recife. A disputa não anda nada favorável. O mosquito Aedes aegypti, fez mais de 25 mil pessoas procurarem unidades de atendimento na capital e três óbitos foram registrados só este ano. Este dado representa um aumento de 838 % nos casos em relação a 2014 e motivou o decreto de situação de emergência.

E como a causa do mosquito está na falta de cuidados com os criadouros em domicílios espalhados pela cidade o prefeito Geraldo Júlio se reuniu com representantes da igreja católica para reverter esse placar. “É muito importante a participação de todos, a sociedade inteira. A Igreja pode fazer um trabalho de divulgação de informações e mobilização das famílias”, comentou o prefeito.

Confira os detalhes na reportagem de Rafael Carneiro:

A conversa com os fiéis vai ser sempre no final das missas com direito a entrega de panfletos informativos nas 120 paróquias que fazem parte da Arquidiocese de Olinda e Recife. O arcebispo metropolitano Dom Fernando Saburido conta com a juventude católica nessa jornada.

E os contatos com a sociedade não param. Além da ajuda do exército, e agora da igreja, Geraldo Júlio se reuniu com o sindicato dos panificadores, e ficou acertado que no saquinho dos pães vão ter informações contra o mosquito. Nesta sexta-feira (4), ele tem nova agenda com os donos de escolas privadas.

Mais Lidas