CONSULTÓRIO

É possível sentir prazer sexual na terceira idade?

Pesquisas apontam que 41% dos idosos preferem carinhos e toques como forma de demonstração da sexualidade

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 04/12/2015 às 20:39
Leitura:
Foto: Reprodução/Internet

No Consultório desta sexta-feira (4), a jornalista Graça Araújo conversou com o Médico Urologista e Andrologista, Felipe Dubouro e com a Ginecologista e obstreta, Ivana Ramos para discutir a prática da atividade sexual na terceira idade. De acordo com a pesquisa do Instituto de Geriatria e Gerontologia da PUC-RS, realizada com 1.078 pessoas idosas, o sexo foi considerado importante por 16% dos homens e apenas 7% das mulheres. O estudo também mostrou que o sexo é considerado pouco importante para 30% dos homens e 47% das mulheres. Além disso, 41% dos idosos tem preferência por carinhos e toques como forma de demonstração da sexualidade.

A Ginecologista Ivana Ramos, explica que os números correspondem com a realidade, mas não tem nenhuma ligação com a parte hormonal. “É uma questão de estímulo mesmo, a questão da sexualidade é muito do pensamento erótico. Se uma pessoa está com o pensamento voltado para outra coisa, nem o hormônio vai ajudar”, comenta.

O urologista, Felipe Dubouro, chama a atenção para o contexto social e o comportamento dos entrevistados. “Na realidade o problema maior é do ponto de vista emocional, você pode passar por uma insatisfação no trabalho ou familiar que pode se tornar um fator influenciável’, pontua.

Ouça o consultório na íntegra:

Felipe Dubouro é mestre em Urologia pela Universidade de São Paulo (USP). Atua no Hospital do Câncer de Pernambuco e Hospital Getúlio Vargas. O consultório particular fica na Rua Pacífico dos Santos, 71-A, Payssandu. Telefone: 3222.4824, 3221.3307 ou 3216.3250.

Ivana Ramos é especialista em Reprodução Humana Assistida pela Sociedade Americana. Tem mestrado em Endometriose pela Universidade de São Paulo (USP). Atende na clínica La Donna, que fica na área médica do Shopping Guararapes, em Piedade. O telefone é o 3474.3555.

Mais Lidas