"Vamos articular uma força federal, junto com a sociedade, para ataque ao zika", afirmou Dilma em discurso

A presidente petista afirmou ainda que não vai faltar dinheiro para que o estado possa combater o Aedes Aegypti

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 05/12/2015 às 14:01
Leitura:
Foto: Reprodução JC


A presidenta Dilma Rousseff cumpre agenda no Recife neste sábado (5) para tratar do plano enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti, causador de doenças como dengue, zika e chicungunha. O estado enfrenta um surto de Microcefalia, doença que também está relacionada ao zika vírus. São 211 casos confirmados só em Pernambuco, o que coloca o estado no topo da lista de casos no Brasil.

Dilma Rousseff vem acompanhada do ministro da saúde, Marcelo Castro e do ministro da integração nacional, Gilberto Occhi. A petista se reúne como governador de Pernambuco, Paulo Câmara e com prefeitos de diversos municípios do estado.

A reunião ocorreu a portas fechadas e também tratou sobre um possível apoio do PSB contra o impeachment da presidenta. Essa semana, o governador Paulo Câmara, vice- presidente da sigla, afirmou em entrevista à TV Jornal, que não vê elementos necessários para uma medida tão drástica.



A presidente Dilma chegou no final da manhã ao Comando Militar do Nordeste, na zona Oeste do Recife. Ela se reuniu em encontro com o ministro da saúde, Marcelo Castro; da indústria, desenvolvimento e comércio, Armando Monteiro e o da integração nacional, Gilberto Occhi, além do governador de Pernambuco, Paulo Câmara e alguns dos prefeitos dos municípios do estado. O senador Humberto Costa também esteve presente.

Foto: Reprodução JC


Um grupo organizado pela Central Única dos Trabalhadores (CUT) e outros grupos de movimentos sociais, realizaram um ato em frente ao Comando Militar do Nordeste, em apoio a presidente Dilma e contra o impeachment.

Políticos e autoridades também estiveram no encontro, que debateu o plano de enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti. A força tarefa contra o agente transmissor da dengue, zika e chicungunha ganhou maior visibilidade, após a confirmação de que o zika está relacionado ao aumento do caso de bebês nascendo com microcefalia. Além disso, o zika também está ligado a doenças que causam danos neurológicos.



Possivelmente, a visita da petista também servirá para um pedido de apoio ao PSB, contra o pedido de impeachment da presidenta.

Dilma Rousseff afirmou que não vai faltar dinheiro para Pernambuco e para combater o Aedes Aegypti. Ela disse ainda que, na próxima terça-feira (8), deve reunir governadores e prefeitos para criar uma força nacional contra o mosquito causador de doenças como a dengue, zika e chicungunha, que está relacionado ao aumento de casos de microcefalia no Brasil.

Confira o discurso da presidente Dilma Rousseff:

Mais Lidas