OPERAÇÃO

Polícia Federal de Pernambuco participa de operação internacional de repressão à pornografia infantil

A "Sem Fronteiras" investiga a distribuição e armazenamento de imagens e vídeos em quatro estados.

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 10/12/2015 às 10:45
Leitura:

Nesta quinta-feira (10), 20 agentes da Polícia Federal (PF) em Pernambuco cumpriram três mandados de busca e apreensão pela operação “Sem Fronteiras”. A ação, coordenada pela Unidade Regional da Interpol em Buenos Aires, uma organização policial internacional, com 190 países membros, investiga a posse e compartilhamento de material de pornografia infantil em redes sociais, email e outros serviços da internet.

A operação envolve 14 países (Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, República Dominicana, Equador, Guatemala, México, Panamá, Paraguai, Espanha, Estados Unidos e Uruguai) e estão sendo cumpridos 11 mandados de busca e apreensão em quatro estados do Brasil. Em Pernambuco, os três mandados são cumpridos nos bairros do Cabanga e Ibura, no Recife, e no Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife. A operação também acontece no Ceará (4), Distrito Federal (2) e Minas Gerais (2).

As penas previstas o Estatuto da Criança e Adolescente para esse tipo de crime de posse ou armazenamento é de um a quatro anos e multa, e para o compartilhamento é de três a seis anos e multa.

O chefe de comunicação da PF, Giovani Santoro, afirma que serão investigadas não só as redes de distribuição dos arquivos, mas também as pessoas que baixaram e confeccionaram esse tipo de material. Ouça abaixo, na matéria de Clarissa Siqueira:

No bairro do Cabanga, um auxiliar de serviços gerais de um hospital do Recife, de 42 anos, que não teve a identidade divulgada foi preso. Ele pagou fiança de R$ 1.000 e responderá ao processo em liberdade por compartilhar fotos e vídeos de pornografia infantil.

Mais Lidas