ECONOMIA

Ministra do Desenvolvimento Social diz que cortar o Bolsa Família afunda a economia

Para Tereza Campello, tentar tratar a crise cortando o Bolsa Família é descontar em cima do mais pobre

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 14/12/2015 às 10:21
Leitura:
Foto: Agência Brasil


A ministra de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, está nesta segunda-feira (14) no Recife para oarticipar da entrega de veículos que vão apoiar as Unidades de Distribuição da Agricultura Familiar de 42 municípios de Pernambuco. A agenda é conjunta com o o governador Paulo Câmara.

Em entrevista exclusiva à Rádio Jornal, Tereza falou sobre seca, Programa Bolsa Família e crise política. A ministra lembrou que o Governo Federal entregou 1 milhão e 200 mil cisternas no Nordeste para ajudar a combater os efeitos da seca na vida das pessoas. Deste total, cerca de 160 mil foram em Pernambuco.

sobre o Bolsa Família, que é gerido pela petista, a ministra disse que o programa é uma ação estratégica ainda mais necessária nesse tempo de uma seca muito grande. Atualmente, 47 milhões de pessoas recebem o benefício no país, sendo quase 3,5 milhões em Pernambuco. Grande parte das famílias utiliza a renda como único recurso.

Respondendo a denúncia de fraudes no programa, Tereza Campello afirmou que todas as pessoas são investigadas e é feito um cruzamento de dados com o INSS e a Refeita Federal para efitar que se receba o benefício irregularmente. "Hoje em dia é muito raro um político receber. E o governo combate essa prática e aprimorando a cada ano para isso não acontecer", diz.

Para Tereza, um corte orçamentário no Bolsa Família preocupa muito. Para ela, tentar tratar a crise cortando o Bolsa Família é descontar em cima do mais pobre. "Quando você tira o Bolsa Família, você afunda a economia. Cada R$ 1 investido no programa retorna como R$ 1,78", diz. "Muitas cidades do Nordeste têm mantido a dinâmica econômica por causa do Bolsa Família", completa.

A bancada do Passando a Limpo desta segunda-feira (14) foi composta por Geraldo Freire, Wagner Gomes, Laurindo Ferreira e Mirella Martins. Ouça o programa completo nos áudios abaixo:



Mais Lidas