POLÍTICA

Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão da Lava Jato em três cidades de Pernambuco

A ação também acontece em São paulo, no Rio de Janeiro, no Distrito Federal, no Pará, em Alagoas, no Ceará e no Rio Grande do Norte

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/12/2015 às 7:43
Leitura:
Foto: Arquivo/Agência Senado


No mesmo dia em que a Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão nas casas do presidente da Câmara, Eduardo Cunha, em Brasília e no Rio de Janeiro, sedes de empresas, escritórios de advocacia, órgãos públicos e residências de outros investigados também são alvo da Operação Lava Jato. Foram expedidos 53 mandados de busca e apreensão, referentes a sete processos.

Aqui em Pernambuco, os mandados de busca e apreensão são cumpridos nas cidades do Recife, Brejão e Petrolina. Nesta última, o alvo é o escritório do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), ex-ministro da Integração. Na semana passada, a Polícia Federal deu início à Operação Vidas Secas, que investiga superfaturamento nas obras de transposição do Rio São Francisco. No Recife, a ação acontece em escritório localizado na Imbiribeira, Zona Sul da cidade. Três equipes e 20 policiais federais atuam neste braço da operação aqui no Estado.

Outro investigado em Pernambuco é o ex-presidente da Copergás, Aldo Guedes, que era ligado ao ex-governador de Pernambuco, Eduardo Campos. Um quarto mandado de busca e apreensão teria sido suspenso pelos policiais.

De acordo com a Polícia Federal, o principal objetivo é evitar que investigados destruam provas.Os mandados foram cumpridos em São Paulo (15), Rio de Janeiro (14), no Distrito Federal (9), Pará (6), Pernambuco (4), Alagoas (2), Ceará (2) e Rio Grande do Norte (1).

Em nota, a assessoria de FBC confirma a atuação da PF no escritório do senador e diz que o parlamentar está colaborando com as investigações. Leia a nota completa:

"A ação desta terça-feira (15) ocorreu no escritório político de Fernando Bezerra Coelho em Petrolina (PE). O senador reiteira sua confiança no trabalho das autoridades que conduzem este processo investigatório, acreditando no pleno esclarecimento dos fatos, e continua, como sempre esteve, à disposição para colaborar com os ritos processuais e fornecer todas as informações que lhe forem demandadas".

Também na manhã desta terça-feira (15), malotes de documentos e dinheiro chegaram à sede da Polícia Federal, no Centro do Recife, trazidos por agentes de uma empresa de presentes na Imbiribeira, na Zona Sul do Recife. O local é um dos três alvos de mandados de busca e apreensão e tem ligação com Aldo Guedes. Além disso, uma fazenda, também de Aldo Guedes, em Brejão, no Agreste, também foi alvo da investigação. O chefe de Comunicação da PF, Giovani Santoro, adiantou que não haverá prisões. Ouça abaixo:

A ação, que faz parte da Operação Lava Jato, foi batizada de Catilinárias. Em latim In Catilinam Orationes Quattuor, as Catilinárias são quatro discursos célebres de Cícero, o cônsul romano Marco Túlio Cícero, pronunciados em 63 a.C., contra Catilina, um homem de família nobre que se aliou a comparsas para derrubar o governo republicano e obter riquezas e poder. Confira um trecho de um dos discursos:

Quo usque tandem abutere, Catilina, patientia nostra?
Até quando, Catilina, abusarás da nossa paciência?

Quam diu etiam furor iste tuus eludet?
Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós?

Quem ad finem sese effrenata iactabit audacia?
A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia?

Mais Lidas