DISSÍDIO

Tribunal Superior do Trabalho determina reajuste de 9,3% para rodoviários

Com o ajuste, motoristas passam a ganhar R$ 1.929,14, enquanto cobradores vão receber R$ 887,51

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 15/12/2015 às 7:28
Leitura:

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) julgou o dissídio coletivo dos rodoviários do estado e decidiu manter o reajuste dos salários e tiquetes alimentação da categoria em 9,3%. Com o ajuste, motoristas passam a ganhar R$ 1.929,14, enquanto cobradores vão receber R$ 887,51.

Em julho, o grupo rejeitou uma proposta de aumento salarial de 9,5% e 27% do tíquete refeição, concedido em uma negociação com o sindicato, grupos de oposições e patrões, em uma greve que durou dois dias.

Durante o julgamento do dissídio coletivo da categoria, o Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT6) estabeleceu um aumento de 12% nos salários dos trabalhadores e reajustou o ticket refeição de R$ 188 para R$ 300. Esses valores foram pouco tempo depois pelo TRT, que reduziu, por meio de uma liminar, os valores para 9%, até que o valor final a ser pago fosse determinado. Com a decisão, motoristas passam a ganhar R$ 1.929,14, enquanto cobradores vão receber R$ 887,51.

Mais Lidas