POLÊMICA

Na surdina, vereadores de Olinda aprovam camarotes do carnaval no Sítio Histórico

O prefeito Renildo Calheiros poderá ou não sancionar o projeto, que tem autoria do vereador Marcelo Soares

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 16/12/2015 às 9:42
Leitura:
Foto: André Nery/JC Imagem

Na Câmara de Vereadores de Olinda, foi aprovado nesta terça-feira (16) o Projeto de Lei 125/2015, do vereador Marcelo Soares (PCdoB), presidente da Casa, que prevê que camarotes privados possam ser instalados no Sítio Histórico da cidade durante o carnaval do próximo ano. O PL foi aprovado com nove votos a favor e sete contrários, e agora o prefeito Renildo Calheiros poderá sancionar ou vetar a proposta, com vigência para o carnaval de 2016, se sancionada.

O parlamentar colocou o projeto em votação como extrapauta (fora da ordem do dia), fato que gerou revolta entre integrantes da bancada de oposição da casa. Durante a noite, o grupo Modifique e vários outros coletivos de iniciativa popular, como a Sociedade Olindense de Defesa da Cidade Alta (Sodeca), reuniram-se no Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF), no Carmo, Olinda, para discutir ações que possam fazer com que o prefeito não sancione o PL.

"Ano passado Renildo Calheiros assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o MPPE se comprometendo a não permitir camarotes no Sítio Histórico. Nossa intenção agora é que ele cumpra o prometido, pois a maior parte da população olindense já se mostrou contrária à implantação dessas casas-camarote", disse Edmilson Cordeiro, integrante da Sodeca.

"Além de colocar o PL em votação sem a assinatura da Comissão de Cultura da Casa e como extrapauta na última sessão do ano, o vereador Marcelo Soares negou nossos pedidos de vista, em uma atitude totalmente antidemocrática. Amanhã, a oposição vai se reunir para acionar o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e tentar barrar o Projeto de Lei", afirmou o vereador Jesuíno Araújo (PSDB).

Nesta quinta-feira (17), às 11h, uma comissão composta por representantes da Sodeca, Modifique, CCLF, blocos carnavalescos e do coletivo Carnaval de Olinda é na Rua se reunirão com o prefeito Renildo Calheiros para debater o PL. O grupo promete realizar manifestações na internet e na frente da prefeitura para pressionar o executivo municipal a não sancionar o projeto.

Mais Lidas