CRIMINALIDADE

Polícia Federal aponta diferenças durante assaltos a bancos no interior e na RMR

Na madrugada desta quinta-feira (17), duas agências da Caixa Econômica sofreram investidas de assaltantes

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 17/12/2015 às 18:24
Leitura:
Bandidos usaram dinamite durante ação na agência de Gravatá
Foto: Divulgação/ Polícia Federal


Duas agências da Caixa Econômica foram alvo de assaltantes na madrugada desta quinta-feira (17). A primeira delas, localizada no Bairro do Recife, foi arrombada por pelo menos dois suspeitos, que pularam o muro lateral, quebraram cadeados, arrombaram portas e ainda tentaram arrombar o cofre, mas sem sucesso. O que eles conseguiram levar de lá foram quatro armas e 48 munições dos vigilantes, que estavam guardadas em um compartimento.

Já na segunda agência, localizada no centro de Gravatá, no Agreste pernambucano, pelo menos quatro assaltantes renderam um vigilante e com duas bananas de dinamite explodiram dois caixas eletrônicos. A ação provocou danos no teto e na área do autoatendimento. Em aproximadamente três minutos, os suspeitos levaram todo o dinheiro desses terminais, quantia que não foi revelada.

Lélia Perlim traz os detalhes:

Nos dois casos, os bandidos conseguiram fugir. Giovani Santoro, chefe de comunicação da Polícia Federal em Pernambuco aponta características diferentes para os assaltantes. “A gente percebe que na Caixa Econômica aqui do Recife, eles são mais amadores e devem ser moradores daquela região. Essa agência já foi alvo dessa penetração deles lá, esse ano. A gente percebe, pelo tanto que eles fizeram que não são pessoas experientes. Apesar da gente entender que eles podem ter conhecimento prévio de onde estavam essas armas, por que eles já entraram uma vez e aí isso facilitou a ação deles”, explicou Giovani.

LEIA TAMBÉM: Número de assaltos a agências bancárias no estado chega a 53 só este ano

“Já na de Gravatá não. Ali a gente está lidando com pessoas que não são amadoras, são profissionais. Por que numa questão de 3 minutos, eles renderam o vigia que estava numa praça no centro de Gravatá, foram até esses terminais, colocaram as dinamites, explodiram e conseguiram levar o dinheiro nessa fração de tempo de três minutos”, comparou o assessor de comunicação. Quando a Polícia Militar chegou no local, não conseguiu encontrar o grupo.

A agência de Gravatá só deve voltar a funcionar nesta sexta-feira (18). Durante todo o dia de hoje, permaneceu fechada. Já a do bairro do Recife funcionou normalmente.

Mais Lidas