PROTESTO

Moradores da Guabiraba protestam contra falta de transporte complementar

Profissionais da categoria estão em greve desde a última quinta e alegam atraso de 15 dias nos salários e benefícios

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/12/2015 às 9:07
Leitura:
Foto: Rafael Carneiro/Rádio Jornal

Moradores da Guabiraba, na Zona Norte do Recife, protestam na manhã desta sexta-feira (18) pela falta de transporte. Os profissionais do Transporte Complementar do Recife, estão em greve desde a quinta-feira (17) e alegando que há o atraso de três quinzenas salariais e de benefícios como a primeira parcela do 13º salário e vales transporte e alimentação, além da falta de pagamento de recursos como combustível e manutenção dos veículos.

A população interditou duas faixas da BR-101, na altura da lombada da Guabiraba, formando uma fila quilométrica de veículos nos dois lados da rodovia. Eduarda Maria, uma das integrantes do movimento, faz parte das centenas de pessoas que dependem diariamente do sistema de transporte complementar para acessar o centro e outros bairros da Região Metropolitana do Recife. Segundo ela, a educação também fica comprometida com a falta de transporte. “As crianças ficam sem estudar nas creches e muitas professoras também dependem desse tipo de transporte. Deficientes, idosos e pessoas com crianças de colo, todas prejudicadas”, comentou.

De acordo com o Sindicato dos Permissionários do Transporte Público Complementar de Pernambuco (Sinpetracope), as linhas só voltarão a circular depois que todos repasses atrasados forem pagos. Apenas em 2015, a categoria já paralisou as atividades pelo menos três vezes, alegando o mesmo motivo, o atraso no pagamento dos salários.

Ao todo, mais de 50 veículos estão parados na garagem da Cooperativa de Transporte Coletivo de Passageiros do Estado de Pernambuco, no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife.

Mais Lidas