POLÍTICA

Nelson Barbosa assume Ministério da Fazenda e Valdir Simão Ministério do Planejamento

Barbosa deve encontrar menos resistência para aprovar os projetos do Ajuste Fiscal

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 18/12/2015 às 17:22
Leitura:
Nelson Barbosa e Valdir Simão
Fotos: Agência Brasil

Após a saída de Joaquim Levy do Ministério da Fazenda, Nelson Barbosa assumiu o cargo, na tarde desta sexta-feira (18). E com a saída de Nelson Barbosa do Ministério do Planejamento para a Fazenda, o atual ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Valdir Simão, assumirá o Ministério do Planejamento.

A escolha de Barbosa para o cargo é avaliada como mais caseira, política e petista, já que é homem de confiança do Partido dos Trabalhadores. Ele deve encontrar menos resistência para aprovar os projetos do Ajuste Fiscal, pelo menos na base aliada. Entre eles, o mais importante, que é a CPMF, que deve ser aprovada até o início de maio do próximo ano.

A presidente Dilma Rousseff teria problemas para aprovar o ajuste fiscal. O ministro da Indústria e Comércio, Armando Monteiro, mais técnico e com mais trânsito no Congresso Nacional, era nome preferido por Dilma Rousseff.

Confira os detalhes no flash de Romoaldo de Souza:

Perfil

Ex-secretário executivo do Ministério da Fazenda, Barbosa deixou o cargo ao lado do então ministro, Guido Mantega, em 2013. Durante a participação no primeiro governo da presidenta Dilma Rousseff, elaborou estudos de medidas de desoneração para estimular a economia e formulou uma minirreforma tributária para acabar com a guerra fiscal entre os estados.

No início deste ano, substituiu a então ministra Miriam Belchior como titular do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Antes, havia participado da equipe econômica do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em outras ocasiões. Em 2003, integrou a equipe de Guido Mantega no Planejamento. De 2004 a 2006, trabalhou no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), também junto com Mantega.

Barbosa também esteve à frente da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda, em 2007 e 2008, e da Secretaria de Política Econômica, de 2008 a 2010. Ele é professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e doutor em economia pela New School for Social Research, nos Estados Unidos.

Mais Lidas