QUADRILHA

Operação Lagar prende 11 pessoas ligadas ao tráfico em Penitenciária de Caruaru, no Agreste

Durante a investigação, a polícia descobriu que a droga também era vendida pelo grupo em bairros próximos a unidade prisional

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 21/12/2015 às 15:02
Leitura:
Polícia descobriu esquema comandado por Edimilson Bezerra da Silva,
conhecido como "Da Uva"
Foto: Google Street View


Em 10 meses de investigação a Delegacia de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, pôs fim a um esquema de tráfico de drogas dentro da Penitenciária Juiz Plácido de Souza. Durante a Operação Lagar, a investigação descobriu que maconha e crack também eram vendidas pelo grupo em bairros próximos a unidade prisional. Tudo comandado por “Da Uva”, o Edimilson Bezerra da Silva.

E além dele, dois filhos, uma ex-mulher e a atual faziam parte do grupo, como explica do delegado responsável pelo caso, Ícaro Schineider. “Descobrimos no decorrer da investigação que era uma quadrilha que o patriarca, o Da Uva, comandava e que a maior parte dos membros eram familiares e pessoas ligadas à sua família”, disse. “Em todos os presídios do estado existe uma entrada forte de drogas”, destacou.

A polícia não sabe com que frequência a droga entrava na penitenciária. No entanto, mapeou a entrada do entorpecente com ajuda da Secretaria de Ressocialização. O esquema tinha a participação de mulheres e de presos na recolha da droga arremessada no pátio. Segundo o delegado, as mulheres também levavam a droga nas partes íntimas, em dias de visita íntima.

Dos 11 mandados de prisão, apenas um dos alvos, Márcio Bezerra da Silva, conseguiu fugir. O foragido está sendo monitorado pela polícia. Já Matheus Camilo Ribeiro, foi preso com maconha durante a abordagem na última sexta-feira (18).

Mais Lidas