CLIMA

Brasil tem média de 50 milhões de raios por ano

O professor da UFPE, Lucivânio Jatobá, falou sobre o fenômeno e disse que os raios neste período de El Niño causam estranheza

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 29/12/2015 às 13:57
Leitura:
Foto: AFP


O professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e cientista Lucivânio Jatobá falou com o Passando a Limpo, nesta segunda-feira (29), sobre a incidência de raios em Pernambuco. O especialista destacou que o Brasil tem uma média de 50 milhões de raios por ano.

“É uma situação interessante, por que o Brasil tem a maior parte do seu território no mundo tropical, que é um mundo quente, um mundo que recebe maior quantidade de radiação de ondas curtas emitidas pelo sol e isso provoca, sem dúvida alguma, o desenvolvimento de nuvens cumulonimbus, que são causadores desse fenômeno elétrico”, explicou o professor.

Segundo ele, o para-raios garante a segurança sim, desde que o equipamento esteja com a manutenção em dia. Mas aponta um problema. “O para-raios tem quatro hastes pontiagudas e que ali a quantidade de energia, por exemplo, negativa ali naquela haste fica concentrada e aí a descarga elétrica vai para aquela haste que carrega para o solo”, esclareceu. “Também existem raios que são do solo para as nuvens e outros que são da nuvem para o solo”, completou.

Confira a entrevista completa:

Nesta terça-feira (29), a antena de transmissão da Rede Globo Nordeste foi atingida por um raio. “A descarga aconteceu exatamente lá naquela área da Globo, que é um ponto alto, no bairro de Ouro Preto”, disse.

O especialista orienta que, em dias chuvosos, é importante que as pessoas não fiquem em áreas expostas, como campos abertos, praia e telhados. Ele ainda comentou a estranheza dos raios neste período de El Niño, que o fenômeno quando acontece inibe, aqui no Nordeste a formação dessas nuvens cumulonimbus. "É uma coisa boa por que está levando chuva para o semiárido, agora está desafiando por que esse fenômeno está contrariando esse modelo teórico", disse.

Confira o programa Passando a Limpo completo:

Mais Lidas