CRISE NA SAÚDE

Médicos neurocirurgiões cumprem aviso prévio no Hospital Pelópidas Silveira

A direção do hospital afirmou que todos os esforços serão feitos para recompor as escalas

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 29/12/2015 às 11:26
Leitura:

A decisão de enxugar o quadro de médicos por falta de recursos financeiros no Hospital Pelópidas Silveira, na Zona Oeste do Recife, atinge o bom atendimento no caso de cirurgias complexas, como afirma o Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe).

Segundo a médica Simone Batinga, em cirurgias de cabeça, por exemplo, é necessário ter dois médicos neurocirurgiões por plantão. Ouça abaixo, na matéria de Rafael Carneiro:

De acordo com o Simepe, além do Pelópidas Silveira, as neurocirurgias são atendidas no Hospital da Restauração, na região central do Recife, sendo que no da Zona Oeste, o número de leitos, que já foi de 60, hoje é reduzido pela metade. Os profissionais alegam que há cerca de seis meses falta medicamentos e insumos, o que ocasiona a superlotação dos corredores das unidades.

Dos 14 neurocirurgiões, três foram demitidos no início deste mês e os 11 restantes vão cumprir os 30 dias de aviso prévio, mantendo os plantões.

Em nota, o Hospital Pelópidas Silveira afirmou que, devido à crise, teve de realizar uma série de ações de contingenciamento para ajustar os serviços à disponibilidade de recursos. O hospital lamenta ainda a decisão “isolada e unilateral” dos médicos neurocirurgiões e informa que todos os esforços serão feitos para recompor as escalas.

Mais Lidas