Síndrome de Guillan Barré

Índia morre no Recife em decorrência da Síndrome de Guillain-Barré

A enfermidade causa paralisia total do corpo

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 06/01/2016 às 21:56
Leitura:
Reprodução

Será velado na manhã desta quinta-feira, (7), na Aldeia Pé de Serra de São Sebatião, da etnia Xukuru em Pesqueira, no Agreste do Estado, o corpo de Daniele Marques Santana. A índia tinha 17 anos e morreu por volta das 11h da manhã de hoje no Hospital da Restauração, no Derby, área central do Recife.

Os familiares denunciam que ela faleceu em decorrência da Síndrome de Guillain-Barré – doença autoimune rara que geralmente se desenvolve após infecções bacterianas e virais. A enfermidade tem como principal consequência a fraquesa muscular e paralisia total do corpo.

O repórter Henrique Barros esteve com parentes de Daniele Marques Santana e trouxe outras informações. Confira:

Mais Lidas