VIOLÊNCIA CONTRA MULHER

Amigas de professora morta pelo namorado após ser arremessada contra ônibus pedem justiça

O acusado Ângelo Máximo de Souza, de 35 anos, participa nesta tarde da segunda audiência de instrução do caso

Da Rádio Jornal
Da Rádio Jornal
Publicado em 07/01/2016 às 15:38
Leitura:
Foto: Lélia Perlim/ Rádio Jornal

O ex-namorado da professora Maria de Lourdes Pereira Duarte, o Ângelo Máximo de Souza, de 35 anos, apontado como causador da morte dela em setembro de 2014, participa nesta tarde da segunda audiência de instrução do caso na 2ª Vara do Juri, no Fórum Rodolpho Aureliano, no bairro de Joana Bezerra.

De acordo com o inquérito, na noite da morte, Maria de Lourdes discutia com o namorado na calçada da Avenida Recife, no bairro do Ipsep, na Zona Sul do Recife. A mulher foi empurrada pelo acusado para a via no momento em que um ônibus passava. Ela foi atingida e morreu no local.

Confira os detalhes na reportagem de Lélia Perlim:

Com o rosto da professora estampado em camisas, parentes e amigos estiveram mais cedo em frente ao fórum e acompanham o caso. Cristiane Pereira Tavares era amiga de Maria de Lourdes e pede por justiça. “Nós queremos justiça, que ele vá para a cadeia. Ele passou pouquíssimo tempo na cadeia, não passou nem dois meses”, revoltou-se.

Ângelo Máximo, na época, chegou a ser preso no mesmo dia, no bairro onde morava. No entanto, meses depois ele foi solto e responde ao crime em liberdade. A audiência é conduzida pela juíza Maria Segunda Gomes de Lima. Também estão sendo ouvidas testemunhas de acusação chamadas pelo Ministério Público de Pernambuco.

Mais Lidas